sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Henrique Meirelles anuncia filiação e fortalece o PSD em SP

 
O ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, transferiu seu título de eleitor para a capital paulista e anunciou nesta sexta-feira (7/10) sua filiação ao Diretório Municipal de São Paulo do Partido Social Democrático – PSD. Logo após assinar a ficha de filiação, Meirelles fez a seguinte declaração:
“É com satisfação que anuncio minha entrada no PSD. Agradeço a acolhida no PMDB, o maior partido do país, mas essa oportunidade de participar da formação de um grande partido nacional desde o seu início me estimula muito. É importante ressaltar que não se trata de um projeto eleitoral, mas de contribuir no debate e na formulação de políticas para sustentar e incrementar o nosso desenvolvimento”.
A decisão foi saudada com entusiasmo pelos dirigentes do novo partido. Para o presidente nacional do PSD e prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, trata-se de um grande reforço político e técnico, que vem se somar a lideranças importantes tanto no plano nacional quanto paulista.
“Meirelles tem uma história pública densa, é um quadro preparado para ocupar qualquer cargo público. Nos oito anos em que ficou à frente do Banco Central, durante o governo Lula, ele marcou sua atuação pela capacidade de trabalho e pela competência, que é uma de suas maiores características”, disse Kassab.
Para Guilherme Afif, vice-governador de São Paulo e responsável pela fundação Espaço Democrático, centro de estudos e formação política do PSD, a filiação representa mais um grande passo na construção do partido: “A chegada de Henrique Meirelles fortalece ainda mais os quadros político e intelectual do PSD, não apenas em São Paulo mas em todo o Brasil. Por sua experiência e conhecimentos, dará enorme contribuição na formulação das propostas e na atuação do partido em relação à economia brasileira, à política econômica e ao desenvolvimento do País”. 

Goiano de Anápolis, 66 anos, Henrique Meirelles foi o presidente do Banco Central que mais tempo permaneceu no cargo, entre 2003 e 2011. Quando assumiu o BC, ele já havia se aposentado do BankBoston, onde chegou a presidente mundial da instituição.

Formado em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da USP, fez mestrado em Administração na Universidade Federal do Rio de Janeiro e cursou o Advanced Management Program na Harvard Business School. Além disso, recebeu um título de doutor honoris causae do Bryant College.
Meirelles teve também uma curta e bem sucedida carreira política. Em 2002, após aposentar-se no BankBoston, candidatou-se a deputado federal e foi o mais votado do Estado de Goiás, com 183 mil votos. Antes mesmo de assumir o cargo, porém, foi convocado pelo presidente Lula para o Banco Central. 

Opinião: Meirelles é um desses brasileiros que não estão todo dia dando entrevista, que adoram aparecer. É um exemplo de funcionário da iniciativa privada que, quando chamado a prestar serviço público o fez com excelência. Devemos muito da nossa estabilidade econômica a sua competência técnica. Creio que o PSD só se fortalece tendo-o em suas fileiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário