Praça do Expedicionário é reinaugurada.



O grande historiador paraense Vicente Salles afirmou: Povo que não tem memoria não tem o que defender.

A memoria de nosso povo é tão importante quando nosso povo, pois é nossa historia, nossas construções patrimoniais reforçam nossas construções culturais que formam tudo o que somos enquanto povo.

A Praça do Expedicionário tem por função, além de espaço de encontros, de lazer, de passeios é um monumento à memória de cinco bravos izabelenses que lutaram como soldados da Força expedicionária Brasileira durante a participação do Brasil na II Guerra Mundial (1939-1945).

Dos 25.334 soldados enviados pelo Brasil para lutar na guerra, 05 bravos izabelenses se fizeram presentes, foram eles: Silvestre, Mateus da Silva Novaes, Elisio Brito, Manoel dos Prazeres e Paulo Figueiredo.

Os brasileiros que participaram da segunda guerra são considerados heróis pelas forças armadas, e até hoje, são homenageados em todo o país.

Em sua volta pra casa os Expedicionários izabelenses foram recebidos como heróis, foram homenageados com uma missa e com a inauguração, pelo prefeito Francelino Lobato, de um símbolo da guerra, a Bala de Canhão construída em concreto no largo da Igreja Matriz.
Em 1981, na gestão do prefeito Antônio Romão Foi construída a Praça do Expedicionário com diversas simbologias alusivas ao patriotismo: bala de canhão, Bandeira do Brasil, Símbolo da FEB, Brasão do município e os mastros com as bandeiras do Brasil, do Pará e de Santa Izabel do Pará.

E hoje, mostrando que todos os izabelenses, sejam os dos presentes e os do passado fazem parte dessa história é reconstruída e reinaugurada a praça do expedicionário, como um símbolo que representa não há guerra, mas a bravura de um povo defendida por estes cinco guerreiros da democracia.

Guerreiros que defenderam a bandeira do Brasil no front, que defenderam a democracia, e que acima de tudo defenderam o que diz o nosso hino municipal : “teus filhos te honrarão, mesmo distante de ti.”


Honremos então a memoria destes izabelenses, valorizando nossa terra, preservando este patrimônio da memoria izabelense.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A diferença entre um Estadista e um politico qualquer..

100 dias, 100 Nada.

PUXA SACO: FIGURA DO SUBMUNDO POLITICO.