sábado, 31 de dezembro de 2011

Aos pessimistas.


Tem gente que é convidado para uma festa, chega atrasado, quer ser o foco das atenções. Come, bebe, dança e sai falando mal.
Para estes nós temos a dizer: Onde você vê uma falha técnica nós vemos uma oportunidade.

Dr. Ricardo Holanda (Cadinho) prestigia aniversário do Dr. Gilberto Pessoa.

O Dr. Ricardo Holanda mostrou mais uma vez que é um grande conhecedor da realidade politica tanto a nível estadual como e principalmente municipal.
No discurso que fez no aniversario do Dr. Gilberto Pessoa (30/12) fez uma analise precisa e coerente do cenário político onde destacou que o nosso povo nao se deixa iludir por campanhas milionárias, tais como a campanha do PT e Ana Júlia nas eleições estaduais de 2009 e da campanha dos divisionistas, onde o grupo do SIM gastou milhoes e perdeu
Ressaltou que não se ganha eleição apenas com o poder economico, é preciso ter o apoio do povo, das massas populares, das lideranças comunitárias, como as que estavam presentes no evento
Para os conspiradores o Dr. Ricardo Holanda destacou que está mais forte a cada dia a uniao entre os doutores Gilberto e Cadinho.
O pronunciamento do Dr. Cadinho foi um dos mais esperados, mais empolgantes mostrando também sua liderança junto ao grupo que se fez presente para prestigiar o Dr. Gilberto.

Gilberto Pessoa: Liderança Política Popular.

A palavra “popular” no dicionário Houaiss é querido, amado, apreciado, estimado, esses sentimentos são despertados nos liderados quando há uma constatação real de que o líder tem como objetivo principal promover ou facilitar o sucesso e bem estar de seus liderados.
O apoio popular é essencial na vida de um cidadão que se dispoe a representar outros. Homens abnegados que exercem suas obrigações familiares e profissionais e dedicam-se com o mesmo afinco a zelarem pela familia que escolheram, que adotaram, muitos dos quais desconhecidos. Não é uma tarefa fácil. Dizia o já saudoso Vice-presidente José de Alencar "A política é uma atividade de doação a outros, que exige abnegação".
Creio que os mais de 30 anos de dedicação profissional e pessoal realizado pelo Dr. Gilberto Pessoa foram recompensados, pelo menos em parte, ontem a noite quando aproximadamente 1.000 pessoas das mais diversas classes, dos mais diversos bairros e comunidades rurais - reunidas no Casarao da Saudade cumprimentaram, parabenizaram, aplaudiram e fizeram um Coro saudando aos gritos de "Gilberto, Gilberto, Gilberto" o que levou o Dr. as lágrimas.
Foi uma bela festa. Uma confraternização entre amigos, entre cidadãos, entre apoiadores do projeto representado pelo Dr. Gilberto e Dr. Cadinho, juntamente com suas equipes.
E apoio foi o que não faltou nos diversos pronunicamentos publicos e/ou particulares dedicados ao Dr. Gilberto, mostrando que ele é um verdadeiro líder que consegue a empatia dos seus liderados;
Para os críticos, para os céticos e para os aristocratas que o povo se identifica com o Dr. Gilberto pois ele é um com o povo, é um do povo, anda entre eles, usa a linguagem deles e que, principalmente, se importa com eles.
Parabéns Dr. Gilberto.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Sobre idiotice e Inteligências


A idiotice tem várias facetas. Há espertalhões, por exemplo, que para não serem considerados idiotas aplaudem o que não entendem e há pessoas geniais - como Einstein - que passam por idiotas. A verdade é que os idiotas, como os sábios, tentam sempre, sem medo de errar.
Na vida acelerada do mundo de hoje, todos querem ser espertos, vivos e astuciosos principalmente dentro das organizações, achando que assim poderão galgar os mais elevados cargos e status. Ninguém quer ficar para trás - quando você está indo, os outros já estão voltando.
Em compensação, alguém que diz diretamente aquilo que pensa acaba provocando escândalo e mal-estar. É imediatamente catalogado como perigoso e tratado como idiota. A sinceridade parece contrariar as normas da convivência e da boa educação modernas. Assim, as pessoas bem-educadas são amáveis, mas nem sempre se deve acreditar no que dizem.
Inteligência é a capacidade de perceber o real. E, como há realidades muitos diferentes no mundo, não existe um tipo único de inteligência. Cada situação da vida requer um tipo específico de percepção, e por isso as inteligências são múltiplas.
Por sua vez, a idiotice pode ser definida como a incapacidade de perceber o real. E são tão variadas quanto as inteligências. Há, portanto, muitos tipos de idiotas. Alguns deles, inclusive, são espertalhões. Sim, há idiotas que passam por inteligentes, e também há pessoas inteligentes que passam por idiotas.
Além disso, quem é inteligente em uma área da vida pode ser idiota em outras. Você é esperto em política e idiota na hora de jogar futebol. Sua namorada pode ser menos intelectual que você, na hora de discutir filosofia, mas há aspectos da vida em que ela coloca você no chinelo. Há coisas que seus filhos pequenos fazem bem melhor que você, como, talvez, compreender as sutilezas de um videogame ou computador. Felizmente, ter sabedoria não é saber tudo. Ter sabedoria é saber o mais importante - e administrar bem os seus talentos
Conhecemos seres humanos que têm tanto medo de parecerem idiotas que aplaudem (ou pelo menos fingem que compreendem) esse tipo de raciocínio longo, encaracolado, sem significado algum. Mas tal constrangimento é desnecessário: deixando de lado o medo de parecerem idiotas, perderemos menos tempo fingindo e seremos mais felizes. O caso de um dos maiores gênios da ciência, Albert Einstein, é ilustrativo. No início da vida, ele recusou-se a falar antes dos 3 anos de idade. Seus pais, pessoas sensatas, pensavam que fosse retardado mental. Mais tarde, quando Einstein ingressou na escola, ele foi novamente considerado imbecil. Seu biógrafo é obrigado a admitir.
Décadas mais tarde, Einstein deu o troco. Ele qualificou o nosso moderno sistema educacional como uma estrutura que reprime a inteligência e busca fabricar idiotas obedientes
Os sábios, como os idiotas, são íntegros. Eles não fingem que são inteligentes e não tem medo de errar. Tentam, erram e quebram a cara. Mas, quando acertam, são geniais. O idiota de hoje pode ser o sábio de amanhã, graças à experiência adquirida. Em compensação, aquele que não possui ânimo para tentar não tem chance alguma de aprender.


quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

A Verdade !!!



Um dia, a Verdade decidiu visitar os homens, sem roupas e sem adornos, tão nua como seu próprio nome.
     E todos que a viam lhe viravam as costas de vergonha ou de medo, e ninguém lhe dava as boas-vindas.
     Assim, a Verdade percorria os confins da Terra, criticada, rejeitada e desprezada.
     Uma tarde, muito desconsolada e triste, encontrou a Parábola, que passeava alegremente, trajando um belo vestido e muito elegante.
     — Verdade, por que você está tão abatida? — perguntou a Parábola.
     — Porque devo ser muito feia e antipática, já que os homens me evitam tanto! — respondeu a amargurada Parábola.
     — Que disparate! — Sorriu a Parábola. — Não é por isso que os homens evitam você. Tome. Vista algumas das minhas roupas e veja o que acontece. 
     Então, a Verdade pôs algumas das lindas vestes da Parábola, e, de repente, por toda parte onde passava era bem-vinda e festejada.
     "Os seres humanos não gostam de encarar a Verdade sem adornos. Eles preferem-na disfarçada. "

Não vá o sapateiro além das Sandálias.



Ouvi esta frase de um izabelense que me disse:
- Luiz, você está indo longe de mais. Ta falando muito. Tá desagradando muita gente. Tá indo além das Sandálias.
Respondi:
- Você acha mesmo? Acha que estou indo além do que eu deveria?
- Sim, você está indo além de suas limitações. Calma, peque leve, afinal você vive aqui. Argumentou.
- O meu limite eu nao conheço. Ir além do meu limite é a sina de minha classe social.

Do dialogo acima, quero dizer a todos que querem comprar o meu silêncio, ou mesmo direcionar a minha fala EU SOU UM ESPIRITO LIVRE. O unico compromisso que tenho são com meus ideais..."podem até maltratar meu coração que meu espirito ninguém vai conseguir quebrar".

sábado, 17 de dezembro de 2011

O IDIOTA E A MOEDA

Conta-se que numa cidade do interior um grupo de pessoas se divertia com o idiota da aldeia. Um pobre coitado, de pouca inteligência, vivia de pequenos biscates e esmolas.
Diariamente eles chamavam o idiota ao bar onde se reuniam e ofereciam a ele a escolha entre duas moedas: uma grande de 400 RÉIS e outra menor de 2.000 RÉIS. Ele sempre escolhia a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos para todos.
Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou se ainda não havia percebido que a moeda maior valia menos.
- Eu sei, respondeu o tolo. "Ela vale cinco vezes menos, mas no dia que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar minha moeda”. Arnaldo Jabour
Opiniao do Blog:
Podem-se tirar várias conclusões dessa pequena narrativa.
A primeira: Quem parece idiota, nem sempre é.
A segunda: Quais eram os verdadeiros idiotas da história?
A terceira: Se você for ganancioso, acaba estragando sua fonte de renda.
Mas a conclusão mais interessanteé: A percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não têm uma boa opinião a nosso respeito.Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, quem realmente somos.O maior prazer de um homem inteligente é bancar o idiota diante de um idiota que banca o inteligente. Preocupe-se mais com sua consciência do que com sua reputação. Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você. E o que os outros pensam... é problema deles.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Reflexões Sobre as eleições (2004-2008)


Após uma postagem do Professor Bruno Marques onde o mesmo faz uma analise das eleições de 2004 e 2008 resolvi fazer também uma analise destes dois momentos  políticos de nosso município a fim de que possamos ter dados precisos para avaliação consultei o TRE – PA e retirei os seguintes números que avalio agora:

2004
2008

Eleitores
%
Eleitores
%
Diferença de votos
Crescimento em rel. 2004
Mario
7.717
33,96%
12.819
47,73%
5.102
39,80%
Gilberto
5.674
24,97%
10.755
40,04%
5.081
47,24%
Cadinho
5.063
22,28%
2.082
7,75%
-2.981
-143,18%
Dr. Evandro
557
2,40%
Izabela
1.351
5,90%
Jaime Brito
2.358
10,37%
1.204
4,48%
-1.154
-95,85%
22720
26860
4140
15,41%








O primeiro fato que deve ser considerado é a redução do numero de candidatos nas eleições. Se em 2004 tivemos 06 (seis) candidatos ao Palácio Noé de Carvalho em 2008 apenas 04 candidatos disputaram a vaga de gestor municipal. Isso tem uma conseqüência direta na polarização da eleição em dois candidatos (Gilberto e Marió).
 Nas eleições de 2004 tínhamos três pólos (Gilberto, Cadinho e Marió), o que caracterizou a diferença de aproximadamente 2000 votos entre o candidato eleito e o segundo colocado e de 611 votos entre o segundo e o terceiro colocado.
O numero de eleitores disputados pelos seis candidatos na eleição de 2004 foi de 22.720 eleitores, isso ocasionou uma grande distribuição dos votos entre os mesmos, garantindo a eleição do candidato Marió Kato com apenas 33, 96% dos votos e a incrível rejeição de 66,04 % dos votos válidos, ou seja, 15.003 dos 22.720 eleitores disseram NÃO ao prefeito eleito. Uma eleição que com certeza ficou atravessada na garganta do prefeito pois ele sabe que não tem nem ao menos a metade do povo lhe apoiando.
ELEIÇÕES 2008.

2004
2008

Eleitores
%
Eleitores
%
Diferença de votos
Crescimento em rel. 2004
Mario
7.717
33,96%
12.819
47,73%
5.102
39,80%
Gilberto
5.674
24,97%
10.755
40,04%
5.081
47,24%
Cadinho
5.063
22,28%
2.082
7,75%
-2.981
-143,18%
Dr. Evandro
557
2,40%
Izabela
1.351
5,90%
Jaime Brito
2.358
10,37%
1.204
4,48%
-1.154
-95,85%
22720
26860
4140
15,41%

Nas eleições de 2008 o cenário político era outro. A simbiose política feita entre PMDB e PT, juntando rivais históricos a nível estadual (Ana Júlia e Jader Barbalho), também se efetivou aqui em nosso município. A junção do hoje desprestigiado KEKO com o Prefeito Marió Kato garantiu uma eleição polarizada entre este grupo e o grupo político liderado pelo Dr. Gilberto Pessoa.
Houve um crescimento de votos do Marió Kato em relação a 2004 em um percentual de 39,80%, a considerar isso sua grande votação em Americano e ao apoio dos petistas liderados por Keko, Pedro Eduardo, Bruno Marques, e tantos outros que hoje torcem o nariz para o prefeito. Deve se considerar também a polarização das eleições (Mario x Gilberto), o uso da máquina pública, o fato do prefeito estar no poder facilita a idéia de continuidade política e o apoio dado por parte do funcionalismo e secretários municipais.
Ressalva-se a rejeição que também foi considerável 52,27% dos eleitores, totalizando 14.041 de 26.860 disse não ao prefeito.
Discordo do Bruno quando fala que quem mais perdeu no comparativo das eleições foi o Dr. Gilberto Pessoa, pois segundo os números acima podemos ver que o mesmo teve um crescimento de 47,24 % , passando de 5.674 votos (2004) para 10.755 em 2008. Neste período o Dr. Gilberto Pessoa fortaleceu seu apoio político junto a lideranças municipais, mudando sua imagem de vereador para gestor, potencializando sua experiência publica como gestor da câmara municipal e a construção de alianças políticas com lideranças de destaques na política estadual e nacional.
Para o cenário de 2012 podemos avaliar que o atual prefeito está tentando emplacar seu sucessor, porém precisa vencer os desafios de sua grande rejeição política - que com certeza cresceu graças a sua administração que muito deixou a desejar – a falta de carisma do seu candidato e ainda a preocupação popular com a competência política do candidato do prefeito.
Temos também o enfraquecimento da dita esquerda devido ao desgaste político que o vice-prefeito KEKO sofreu em seu nicho eleitoral, americano; sua falta de atuação decepcionou gente dentro e fora do partido. Dizem que o keko não é bem cotado até para vereador. Especula-se até sua saída do partido dos trabalhadores.
Temos o surgimento do Empresário Gilson Freitas que aventura-se, mesmo sem nenhuma experiência política anterior, ao cargo de mandatário municipal, juntou entre seus assessores antigos militantes do Marió e do Dr. Gilberto Pessoa, uns decepcionados pela não eleição dos seus candidatos, outros pela falta de prestigio concedido pelo prefeito eleito.  O mesmo tenta lançar-se como uma alternativa a prefeitura municipal esbarra, porém na sua falta de apoio popular, ausência de experiência política e num certo pavor da população que teme que ele, se eleito, possa governar a cidade com o mesmo autoritarismo usado no meio empresarial.
A união Gilberto e Cadinho mostra sinais de fortalecimento político através da aliança do PSD/PSDB e outros partidos que se aliam confiando na extrema popularidade dos dois doutores. Que apesar do titulo possuem atuação profissional destacada no auxilio dos mais carentes do nosso município.

100 dias, 100 Nada.

O prefeito de Santa Izabel do Pará, Evandro Watanabe (DEM), completou recentemente cem dias à frente da administração municipal.  ...