Polêmica na Parada Gay.

Causou um certo desconforto entre o gestor municipal e as lideranças evangélicas a foto acima que mostra dois representantes do poder municipal: Prefeito Marió Kato e o Vereador Tony Lisboa com os organizadores da parada gay izabelense.
 Dizem a boca pequena que  lideres evangélicos que apoiavam o prefeito, ou mesmo que simpatizavam com ele, criticaram duramente sua postura em apoiar abertamente o movimento GLBT.
Sabe-se claramente que os evangélicos - por visao religiosa -  posicionam-se contrários a apologia ao homossexualismo - acho que os assessores do prefeito se esqueceram disso.
Respeito a todos os movimentos legítimos, avalio aqui a postura do prefeito municipal que deve governar para todos os grupos, seja por dever da funcao, seja por estratégia política. 
Na fala de um líder religioso dirigida a este blogueiro "O prefeito nao deve tomar partido pois sua opinião pessoal são confundidos com os da população que ele representa". Bem, com a palavra o prefeito e sua assessoria.
A mim, o que causa espanto são os sorrisos desconfortáveis e a presença do Evandro Watanabe na foto. Com qual dos grupos ele estava? Com os dos políticos ou com os organizadores do evento?
Se estava com os políticos pode parecer campanha politica antecipada.
Se estava como os organizadores do evento deve ser como patrocinador (padrinho) do movimento.

Comentários

  1. Eu já disse no facebook e repito agora, o Evandro Watanabe foi chamado pelo Lucas (um dos organizadores do evento) como representando do governo e ele nada fez para desmintir.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A diferença entre um Estadista e um politico qualquer..

100 dias, 100 Nada.

PUXA SACO: FIGURA DO SUBMUNDO POLITICO.