terça-feira, 11 de outubro de 2011

DEPUTADO MENSALEIRO QUER SER VEREADOR.


O Ex-Deputado Paulo Rocha, aquele mesmo que renunciou ao mandato em 2005 para evitar uma possível cassação e suspensão da elegibilidade por oito anos, acusado de envolvimento no esquema “mensalão” onde uma de suas assessoras teria sacado R$ 420 mil.
O mesmo Paulo Rocha que teve o registro de sua candidatura ao Senado cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral em 2010 com base na lei da ficha limpa. Na época o Ministro Aldir Passarinho considerou Paulo Rocha inelegível  por ter renunciado ao cargo de deputado federal em 2005, quando seu nome estava envolvido no escândalo do mensalão, para fugir da cassação.
Agora, sem o menor pudor, este político profissional quer ser vereador de Belém. Ou pelo menos está se sondando o terreno. Espero que o povo da capital de a resposta nas urnas, como o povo do Pará fez na eleição para o senado, deixando-o de fora.
Um grande exemplo de desrespeito à memória do povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário