terça-feira, 4 de setembro de 2012

Abordagem a um garoto do BN.

Quarta-Feira, 18 de Julho 2012. 20:30h.
Dois adolescentes do BN, voltando de uma incursão na praça de bicicleta foram abordados por uma viatura policial.
O policial perguntou de onde eles eram e o que estavam fazendo:
- Somos do BN e estamos voltando da praça, dando uma volta.
Curioso com a aparência dos meninos, ambos mulatos, ambos de brinco, ambos de tênis de marca o policial resolver revistar os garotos.
Grande surpresa quando encontrou dois celulares com um deles: 
- Por que você tem dois celulares? Onde foi que voce arranjou isso aqui? Fala logo muleque... esbravejou o policial.
- Os dois celulares eu ganhei, do meu pai - respondeu o garoto sem sobressaltos.
-  Eu não tenho dois celulares, como é que um muleque desse anda por aí com dois celulares, de tenis e roupa de marca? Quem é o teu pai, o Lula?
- Não, o meu pai é o Professor Luiz Santos. E ele tem a nota fiscal dos aparelhos lá em casa.


OPINIÃO: E ainda tem gente que me pergunta por que eu sou da oposição. A dura realidade, a imagem e o tratamento desrespeitoso com o qual tratam o meu bairro, seus moradores e seus jovens não muda desde que eu passei por estes constrangimentos, várias vezes, só por ser do BN.
E quem são as autoridades que deveriam tornar este bairro mais humano, mais cidadão, mais respeitado? Isso mesmo: nosso gestor e nossos legisladores.
Porém os mesmos são incompetentes para criarem politicas públicas que gerem emprego, renda e cidadania. Nos tratam como cidadãos de segunda categoria. Como se nao tivesse sido feito pra nós o Art. 5º da Constituição Federal.
Os policiais são apenas replicadores desde universo de desigualdades. Eles são treinados para temerem os muleques da periferia, essa intimidação esconde seus medos, suas misérias, suas vidas comuns sem a farda.
Não sou contra a abordagem politicial, desde que feita com cautela, com respeito aos direitos individuais.
Meu filho não se intimidou. Está sendo educado para dar e exigir respeito.

Um comentário:

  1. CARO LUIS SANTOS, INFELISMENTE O MODELO DO BRASIL DE POLICIAL MILITAR É ARCAICO, ELES SÃO TREINADOS PARA OPRIMIR E IMPOR MEDO, ASSIM ELES SÃO O ESCUDO DE UMA POLITICA REPRESSORA,IMRESPONSAVEL QUE SO ATENDE A CLASSE BURGUESA. VOCE JA VIU COMO É O TREINAMENTO DELES,É MUITA HUMILHAÇÃO E POUCO PREPARO INTELECTUAL PARA PODER FAZER UMA ABORDAGEM DIGNA A UM CIDADÃO DE BEM.

    ResponderExcluir

100 dias, 100 Nada.

O prefeito de Santa Izabel do Pará, Evandro Watanabe (DEM), completou recentemente cem dias à frente da administração municipal.  ...