quarta-feira, 6 de março de 2013

Hugo Chavez: Morte de um populista.





A morte de Hugo Chávez esta tendo a repercussão de acordo como ele fez politica: chamando atenção.

Hugo Chávez foi um politico marqueteiro impressionante. Aproveitou-se da história do seu país para escrever sua própria historia na politica. Resgatou, deturpando é bem verdade, a historia politica da libertação da América Espanhola e auto intitulava-se o libertador “Simon Bolívar” quando chegou ao poder em 2009. Creio que nos seus últimos dias já se achava melhor que o próprio Bolívar.

Mas qual a diferença entre Simon Bolívar e Hugo Chávez

Simon Bolívar (1873-1830)
Hugo Chávez (1954-2013
  •  Prezava a liberdade e a Democracia
  •  Portador de grande intelectualidade.
  •  Liderou guerras de libertação que expulsaram os colonizadores.         
  •   Foi um líder de fato, inspirou seu exemplo para toda a América Latina.
  •    O bolivarismo foi uma doutrina de libertação.
  • Projeto de Tirano Obcecado pelo mandato ilimitado.
  • Militar conservador e pouco instruído.
  •  Era uma espécie de “Dom Quixote” Travando conflitos imaginários com o “Imperialismo Ianque”.
  •    O chavismo é uma doutrina populista que dolosamente agrega seguidores (Evo Morales, Rafael Correa, Cristina Kirchner, Lula E Dilma)
.
O que espero é que com a morte deste suposto líder, seus supostos liderados se desagreguem. Sumam. Desapareçam da América Latina.  Recorrendo a chuvas de petrodólares, domesticou milhões de eleitores sempre dispostos a reverenciar gigolôs da miséria e é claro que alguns vão tentar pegar carona neste populismo, mas sabemos que vai ser mais uma seita politica a agonizar nos novos tempos.

Como tantos demagogos populistas, Hugo Chávez se julgava imortal. Logo será apenas uma má lembrança. Simón Bolívar segue vivo no imaginário popular sul-americano desde o século 19. Daqui a alguns anos, o bolívar-de-hospício estará reduzido a um asterisco nos livros que contam a história da Venezuela. Ou nem isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário