O homem que imagina ser completamente bom é um idiota - Nietzsche


SE A CONSCIÊNCIA NOS TORNA HUMANOS, a imperfeição também é um traço distintivo de nossa espécie. Passamos mais tempo reparando erros do que construindo coisas de valor.
Assumir essa característica da nossa condição nos ajuda a ser humildes e, o que é mais importante, nos faz tomar consciência de quanto ainda precisamos nos aprimorar. Todo fracasso ou erro nos ensina como fazer melhor.
As pessoas mais inflexíveis e perfeccionistas sofrem as consequências de seus atos imperfeitos. Se algo dá errado, costumam colocar a culpa nos outros e ficam descontrolada quando alguém mostra qualquer falha que possam ter cometido.
Nietzsche nos dá o seguinte conselho: é inútil querermos ser bons o tempo todo e fazer tudo certo – o que importa é estarmos dispostos a fazer um pouco melhor hoje do que fi zemos ontem.
A palavra japonesa wabi-sabi define a arte da imperfeição: no que é incompleto, irregular e antigo existem vida e beleza, pois aí está contido o desejo que a natureza tem de aprimorar a si mesma.


OPINIÃO: Este texto retirado do livro "Nietzche para estressados" me veio a memória quando li algumas patuscadas idiotas-megalomaniacas de um certo graduado em filosofia que se diz filosofo, que se diz um dos sete sábios da modernidade.
Ele esta vivendo um momento histórico onde personifica toda a metamorfose que ele proclamava...ele esta contrariando todos os ensinamentos dados para os seus educandos, e ainda quer buscar uma razão, uma forma de racionalizar sua humana e capitalista contradição. Ele que era um opositor virou situação, traiu sua história, concretizou suas teorias de que o movimento é tudo e tudo é movimento, mesmo o movimento para mover um churrasquinho na brasa.
Não há o que justificar, não há porque justificar-se.
Questiono apenas sua megalomania onde ele se ver  como em um espelho de academia "maior do que realmente é".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A diferença entre um Estadista e um politico qualquer..

100 dias, 100 Nada.

PUXA SACO: FIGURA DO SUBMUNDO POLITICO.