Eleições 2012: Plano de governo municipal.

Principal arma contra as promessas eleitoreiras, o plano de governo - vital no passado para os projetos políticos - vem caindo no esquecimento. Com as propostas relegadas a meras cartas de intenções ou raquíticos planos de metas genéricas, o eleitor se vê preso a um voo cego.
Nosso municipio, como quase totalidade dos municípios brasileiros, tem problemas graves na Educação, Saúde, Transportes e Segurança, só para ficar nos quatro mais gritantes. E não explicar como vai enfrentá-los é fazer pouco da inteligência dos cidadãos. Fuja desse tipo de candidato e jogue no lixo os panfletos com foto, nome e número que é a mesma coisa que nada.

É extremamente necessário que os candidatos publiquem, discutam e comprometam-se através de um documento informando o que se pretende fazer e a forma como será feito. So assim teremos um antídoto para promessas mirabolantes.
Se o candidato não demonstra conhecer os problemas da cidade que pretende administrar é sinal de incompetência ou má fé. O eleitor deve desconfiar
Temos inúmeros candidatos. Abro este espaço para todos eles para que apresentem um plano estratégico de governo, que apresente metodologias, que defina as políticas publicas prioritárias em seu governo.
Pode até parecer anti democrático de minha parte, mas acredito que, o excesso de partidos e as alianças de última hora contribuíram para que o plano de governo caísse em desuso. Outro fator preponderante é o loteamento dos órgãos administrativos entre os aliados. Ou seja, como se monta um plano para a Educação, por exemplo, se a secretaria for exigida por um aliado de última hora.
No passado, se fazia mais plano de governo em função de poucos partidos políticos, em função da baixa mudança de vertente partidária e alianças de última hora.

Seria muito interessante para nossa democracia que todos os candidatos a prefeito apresentassem seu "Plano de Governo", de forma racional, viável e discutível.

Não queremos discursos emotivos.Nao queremos promessas eleitoreiras. Queremos e precisamos de resultados. E sem planejamento não haverá nada além de uma continuidade da inoperância que governa esta cidade nos últimos anos. Independente de quem ganhe a eleição, sem planejamento e execução quem perderá é o povo. Mais uma vez.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A diferença entre um Estadista e um politico qualquer..

100 dias, 100 Nada.

PUXA SACO: FIGURA DO SUBMUNDO POLITICO.