segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Dirceu aplaudido pela Juventude Petista.


"Mas é isso que é a juventude que diz que quer tomar o poder?"

 Um grupo que tem coragem de aplaudir de pé um cidadão que protagonizou o maior escandâlo de corrupção da historia deste país realmente me assusta.
Vê que a juventude petista sauda um corrupto como "guerreiro do povo brasileiro" me traz uma preocupação com a ideologia que eles defendem.
Guerreiro de quem? Guerreiro contra quem?
Dirceu é o mais belo exemplo de como o poder descaracteriza os despreparados. Dirceu é o exemplo maior de como se pode manipular as massas através de um discurso cheio de parenteses e reticências.
Dirceu responde a processo no STF por suposta participação no Mensalão.
Como uma juventude que se diz herdeira dos ideários de esquerdistas históricos de tantos que ousaram se levantar contra o regime ditatorial, que foram torturados, que foram perseguidos e mortos agora tem coragem de reverenciar este cidadão.
É esta a juventude que resta?
Não existe mais uma ideologia real a se defender?

Por falta de ideal só resta aplaudir corruptos?

Veja a FICHA CORRIDA DO DIRCEU:
Durante seu depoimento sobre o mensalão, em 14 de junho de 2005, Roberto Jefferson ordenou ao então ministro José Dirceu: “Rápido! Sai daí rápido, Zé!”. Despejado da Casa Covil, perdão, Civil, dias depois, Dirceu teria seu mandato de deputado federal cassado em dezembro.
Passados seis anos, Dirceu se diz inocente e se faz de vítima de uma vingança política da oposição, mas não é bem isso que consta na denúncia apresentada em 30 de março de 2006 pelo então procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, encampada quase integralmente no ano seguinte pelo ministro Joaquim Barbosa, do STF.
José Dirceu foi acusado de formação de quadrilha, peculato e corrupção ativa. Somadas as penas previstas para cada delito, pode ser consnado de cinco a 27 anos de xilindró. É pouco!

Nenhum comentário:

Postar um comentário