terça-feira, 13 de agosto de 2013

O terrorismo virtual não acabou.



Durante a campanha eleitoral de 2012 surgiram os chamados "Cangaceiros Virtuais", pessoas que desonrosamente colocaram seu intelecto e sua pena em favor de um continuísmo nocivo, o agravante é que para manter os privilégios de um pequeno grupo eles usavam de toda espécie de terrorismo virtual que ia desde manipulação de imagens, pesquisas fictícias, fofocas infundadas publicadas em blogs e nas demais redes sociais.

A esmagadora maioria da população disse não a estes terroristas. Suas mentiras conseguiram enganar alguns, mas não a maioria. A necessidade de mudança venceu o medo, o terrorismo, as mentiras deslavadas.

Os terroristas, da época, calaram-se.

Outros surgiram atirando pedras na árvore para colher seus frutos. Mas apesar das pedradas, os frutos agora são para todos e não para uma minoria.

As táticas continuam as mesmas: mentiras, denuncismos, manipulação de imagens e, o mais ridículo de todos endeusamento do gestor passado.

O Cara foi o mais ocioso de todos os prefeitos que já passaram pelo Palácio Cap. Noé de Carvalho. Durante oito anos nada fez pelo nosso povo. Deixou obras inacabadas, irregulares, sub-judicie. Mas mesmo assim tem gente que faz de tudo para endeusa-lo usando como contra ponto a gestão atual.

Difícil é classifica-los como oposição, pois a oposição têm como princípios ter um projeto paralelo de governo, ter propostas a apresentar e acima de tudo a oposição não pode ser burra. Não pode jogar com a inteligencia do povo, não pode achar que a população não teve razão em votar em quem votou e em acreditar no projeto que acredita.

Com suas ondas de denuncias infundadas permeiam as redes sociais com um atestado de burrice. Chegam ao extremo de confundirem competências das esferas estaduais e municipais. 

Cometem o erro primário de todos os metidos a expert: "Pensar que todo mundo é burro".

Um comentário: