De empresário a político.



 As pessoas teimam em dizer que há uma campanha para diminuir a importância de uma certa empresa em nossa cidade. Discordo, em parte.
Mas deve-se acrescentar que o pré-candidato, que já É o candidato derrotado das ultimas eleições, e que já foi candidato, depois perdeu a vez pro irmão e finalmente (pelo menos por esta semana) ainda é o pré-candidato oficial.

Mas ele é pré candidato de quem? Que grupo ele representa? Que classe social? Que trabalho social já fez em nosso município afim de credenciar-se a uma eleição tão importante?

Pois bem, se o pré-candidato tem dificuldade para responder francamente as perguntas acima, só nos resta então teorizarmos.

Vamos lá...

Em teoria o candidato é o candidato do Pai e patrão dele.

Em teoria o candidato é o candidato da empresa dele.

Em teoria o candidato se diz preparado graças a sua longa experiência empresarial, ou seja, colocou a empresa na política, isso então abre o precedente para esta analise em simbiose candidato-empresa-candidato.

Não se fala do candidato sem falar de sua empresa.
Não se fala da empresa sem falar do empresário-candidato.

Em teoria isso abre todo tipo de discussão.

Uma que eu gostaria de deixar aqui é:

- Trata-se de um politico-empresário ou de um empresário-politico?

Valha-nos quem?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A diferença entre um Estadista e um politico qualquer..

PUXA SACO: FIGURA DO SUBMUNDO POLITICO.

100 dias, 100 Nada.