Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

Enquanto isso...no país.

Imagem

Morreu Nelson Mandela (1918-2013): a liberdade como obra.

O primeiro Presidente negro da África do Sul morreu nesta quinta-feira (05/12), anunciou Jacob Zuma, Presidente sul-africano. O líder da luta anti-apartheid tinha 95 anos.Nelson Mandela foi um homem de gestos. Como este: apenas aceitou sair da prisão quando recebeu garantias de que todos os outros prisioneiros políticos seriam libertados como ele. O advogado e ativista acreditou na luta pela libertação de todo um povo. Depois de 27 anos preso, foi eleito o primeiro Presidente negro na África do Sul. O seu legado vai muito além do seu país e do tempo em que viveu. Morreu nesta quinta-feira, com 95 anos, na sua casa em Joanesburgo.

Quando anunciou que deixava a política, Nelson Mandela fê-lo com a mesma naturalidade com que dizia: “Toda a gente morre.” Escolheu deixar a presidência da África do Sul no fim do primeiro mandato dois anos depois de decidir abandonar a liderança do Congresso Nacional Africano (ANC), que transformou num farol da luta de libertação do seu país. Na sombra, mante…

De super ministro a Super Gerente: DIRCEU, DIRCEU.

Imagem
Contratado como gerente administrativo pelo hotel Saint Peter, em Brasília (DF), com salário inicial de R$ 20 mil mensais, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu terá remuneração bem distante da realidade da categoria. O salário inicial médio para gerentes administrativos em Brasília, para ocupar vagas em grandes redes, é de R$ 5.000 com carteira assinada — um quarto dos R$ 20 mil que vão para o bolso de Dirceu todo mês. A estimativa é do Sindhobar (Sindicato dos Bares, Hotéis e Similares do Distrito Federal). O sindicato afirma que não há como estimar valores exatos para os cargos ocupados por funcionários da hotelaria no Distrito Federal. Mas, segundo o órgão, a tendência é que profissionais com amplo conhecimento do hotel — e que tenham passado por diversas áreas de um estabelecimento do setor ao longo da carreira — podem receber entre R$ 5.000 e R$ 15 mil, dependendo do grau de conhecimento e expertise sobre o negócio.  Assim como ocorre em outras profissões na capital federal, o…

Genoìno renuncia ao mandato de Deputado Federal

Imagem
José Genoino acaba de renunciar. A reunião da Mesa Diretora  da Câmara que está acontecendo neste momento é palco de uma surpresa: o petista André Vargas  apresentou o pedido de renúncia do mensaleiro preso na Papuda.
Ao notar que a abertura do processo de cassação de Genoino seria aprovada por um placar de cinco votos favoráveis contra dois, Vargas não esperou a votação ser concluída. Apresentou uma questão de ordem e entregou a carta de renúncia de Genoino do seu mandato de deputado federal.
Precedida de muita pressão do PT, sobretudo inclusive sobre o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, a reunião foi tensa.  Não houve espaço para outro tema ser discutido. Nem espaço nem clima.

Flores que resistem....

Imagem
Em meio a tudo que representa a periferia, sobrevivência a qualquer custo para os de dentro, medo e preconceito para os que olham de fora,

A beleza é peculiar, própria de quem busca primeiro o útil, depois o belo, casamento nem sempre agradável para olhos sensíveis,

Eis parte da periferia.

Acordar de manha e ver entre cerca de madeira, mato da beira da rua, a beleza de uma flor, uma flor sem preconceito, que doa-se aos olhares da periferia, que sabe que o sol é o mesmo, o chão é o mesmo, os olhares encantados pelo que é belo...são de todos.

A flor resiste, insiste, não desiste de mostrar-se. Rara, cara, mostra a cara em meio ao medo, ao abandono...a flor não tem olhos para o preconceito, a flor é o que ela é...beleza e vida.

Entrevista de Marcola, chefe máximo do PCC, ao jornalista Arnaldo Jabor

Imagem
Uma entrevista  o “capo” supremo do PCC, Marcola, diz profeticamente que não há mais solução para o problema chamado “Brasil”. Dante dizia: “Percam todas as esperanças. Estamos todos no inferno”. O Globo: Você é do Primeiro Comando da Capital (PCC)? Marcola: Mais que isso, eu sou um sinal dos novos tempos [anúncio profético; posicionamento de profeta]. Eu era pobre e invisível. Vocês nunca nos miraram durante décadas e antigamente era fácil resolver o problema da miséria. O diagnóstico era obvio: migração rural, desnível de renda, poucas favelas, discretas periferias. A solução nunca aparecia. Que fizeram? Nada. O Governo Federal alguma vez reservou algum dinheiro para os pobres? [há programas de distribuição de renda no Brasil que estão sendo citados pela ONU, mas a miséria, realmente, continua]. Nós somente éramos notícia nos escombros das favelas nas montanhas ou na música romântica sobre “a beleza dessas montanhas no amanhecer”; essas coisas… Agora estamos ricos com a multinacional …