sexta-feira, 31 de agosto de 2012

João Paulo Cunha - Condenado.

 
A condenação de um corrupto lava a alma do brasileiro. Nada mais a dizer.

Mercenários....decepcionados.

Candidatos, simpatizantes e mercenários politicos estão perdendo a paciencia com o candidato milionário. Muito foi prometido e até agora nada. Tem gente que ainda nao recebeu ajuda para nada. E está se perguntando:
 
- Onde estão os milhões que seriam gastos na campanha?
 
Já tem gente que abandonou o barco, mas nao declarou-se pois está fazendo jogo duplo. Tens candidatos a vereador que estão pedindo votos assim: "Vote em mim. Se não quiser votar nele, vota em outro"
 
Comenta-se que outros candidatos  já fizeram contato com outras campanhas para uma possivel união. Principalmente os partidos de menor poder aquisitivo estão decepcionados pois além de nao serem consultados pela coordenação da campanha ainda nao viram nem sombra do apoio.

E os milhoes cadê?

Para os que duvidavam...

 
O apoio do governador Simão Jatene a candidatura da dupla Gilberto e Cadinho está cada vez mais firme em direção a uma cidade com crescimento de fato.
Texto retirado do Facebook:
 
GOVERNADOR SIMÃO JATENE , DR. GILBERTO E CADINHO UNIDOS POR UMA NOVA SANTA IZABEL .
Parceria para realizar obras ,
melhorar a cidade e a vida de quem mais precisa .
Ao lado do Governador Simão Jatene defendem o mesmo projeto ,
do desenvolvimento sustentável de Santa Izabel e a redução da desigualdade social .
...
Com Jatene no governo e Dr.Gilberto e Cadinho na prefeitura , Santa Izabel vai ganhar . Mais Saúde , Educação , Transporte , Segurança ,Saneamento , Emprego e Renda .
Quando forças políticas se unem , muitas coisas podem ser feitas .
E elas serão feitas .
Sejam bem vindos amigos e amigas que querem o melhor projeto para Santa Izabel do Pará!!
Agora é 55!!

29.08.2012 (Reunião ontem do PSDB em Belém )

No Blog do Bruno Marques

ABEIRANDO

Postado por BLOG DO BRUNO MARQUES - 01:00
A estrategia dos amarelos e´ abeirar, não ir para o embate direto com os verdes.
Apos a tremenda carreata do Evandro, os amarelos não se arriscaram em fazer a sua. Os comícios de bairro do Evandro são o maior sucesso, os amarelos preferiram não se arriscar novamente não fazem comício.
E´ uma boa estrategia apesar de arriscada.
Ontem a caminhada amarela esteve na Divineia dando continuidade de atacar territórios por onde os verdes ja´ passaram.
 
 
OPINIÃO: O Blogueiro Bruno Marques, que sabe a força e o poder de cada palavra que escreve, as usa para impactar em cada uma de suas postagens.
Usa com uma certa constância e descarada intenção as palavras para propagandear seu candidato.
 
Termos comum para o Dom Bruno:
- Pescar votos - como se o eleitor fosse um peixe, um bobo, alguém a ser fisgado?
- Arrastar eleitores para o comício - Como se o eleitor nao tivesse intenção, como se fosse para o comicio pelo imensuravel magnetismo politico do seu candidato bisonho.
- Embate, combate, confronto - São termos que claramente identificam a visao do blogueiro propagandista sobre a politica. Ele inclusive já chegou a afirmar que o objetivo da política é o poder, a riqueza e etc.
 
Seriam essas as palavras de alguém muito sábio e mal intencionado - usadas de formas a parecer ingenuas ou seriam apenas palavras ingênuas de um bufão?

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

O dia que Bruno Marques deu Zero para o Marió...

Leiam esta postagem escrita a mais ou menos um ano. A ponte caiu, a ideologia também. Por que?

TIBIRIÇÁ

Indignação, revolta, ódio, tristeza... é o que senti ao passar hoje de manhã pela rua João Casa Nova, mais conhecida como Tibiriçá principalmente pelas gerações de amantes que namoraram nas suas ponte que hoje já não existe mais. É isso mesmo a prefeitura arrancou com toda truculência possível as duas pontes onde meus pais namoraram, eu namorei, mas meus filhos não terão essa oportunidade, quem não namorou no Tibiriçá não pode se considerar um caboco izabelense da gema.
O que me impressiona é que o prefeito não é mais o Antônio Simão, bruto, ignorante, sem cultura, o prefeito é uma pessoa com estudo, com nível superior e bagagem cultural internacional e o pior de tudo é de origem nipônica, no Japão mais do que em muitos lugares se respeita a tradição, a história.
As tradicionais pontes do Tibiriçá, patrimônio histórico de Santa Izabel, marca de nossa identidade, foram ceifadas pela falta de sensibilidade de um homem que eu jurava que era diferente, que era mais sensível, não é e quem se deu mal foram os izabelenses, perdemos uma parte de nossa história. Não sei se o prefeito sabe, mas esta rua foi construída a pedido do Antonio Lemos e levou o nome de seu filho. Antonio Lemos tinha dois filhos a
Moema, daí o nome do retiro de Moema e a rua dedicada ao seu filho Tibiriçá.

Fotos da inauguração da ponte:






Pode alguém não levar em conta mais de 100 anos de história izabelense? Pode, perguntem ao Marió, ele não está nem aí.
De fato temos um prefeito que para a cultura e a história é no estilo Marió: zero zero, nada nada nadinha nadinha.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Arrogância que cega !!!


Eleição se ganha no dia da eleição. Até a ultima urna ser conferida ainda existe risco. Principalmente em se tratando de uma eleição municipal. Não se ganha eleição de véspera. Dizer, como se dizia ha quase três meses do pleito, que já venceu a disputa eleitoral, que haviam milhoes para ser gasto na campanha, que o concorrente não tinha chances é no mínimo uma temeridade.

Fosse assim, não havia necessidade de horário eleitoral gratuito, debates, comícios, carreatas e corpo a corpo.
O já ganhou é o maior adversário do candidato, pois o próprio começa a andar de salto alto e seus aliados cruzam os braços para esperar o resultado da apuração.

As pesquisas servem para balizar a campanha, porém os percentuais de hoje podem ser completamente diferentes 15 dias, um mês depois. Portanto, enganam-se aqueles que apostam como certa a eleição do candidato "A" ou "B". É preciso que os candidos alertem seus simpatizantes para evitar o clima do "já ganhou", pois nesse mar revolto da campanha existem muitas surpresas e quem subestimar as ondas a serem vencidas até o dia 7 de outubro corre o risco de morrer na praia.

O grupo da oposição está sabendo conduzir sua campanha, mostrando suas propostas, canalizando os anseios populares.
O grupo da situação está tendo dificuldades para contornar a herança maldita dos antecessores, a falta de apelo popular do candidato e seu discurso pouco convincente  - parte pela sua oratória, parte pela desconfiança do povo por tudo o que o mesmo representa.

O risco do já ganhou deve ser avaliado por todos os lados desta disputa, que até onde se vê está polarizada entre esses dois grupos.

Seria um risco também esquecer os outros candidatos a prefeito considerados nanicos desta campanha?
Seriam eles verdadeiramente nanicos?

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Estagnação ou rejeição?

Sem tocar no assunto "Rejeição" o principal propagandista do grupo da situação izabelense tenta justificar o não crescimento do candidato oficial nas pesquisas.
Para este propagandista a culpa é da coordenação de campanha que é aristocratica (óbvio), que não inclui os ditos grandes líderes na execução da campanha.; para ele a coordenação seria incapaz de realizar toda a expectativa que gerou na pré-campanha.
Isso no meu bairro se entende assim: "Treino é treino, jogo é jogo".
Algumas coisas este analista nao esta percebendo:
1. A organização diferenciada da equipe que apoia o Dr. Gilberto e Dr. Cadinho.
2. A grande força que é a união dos Doutores.
3. A grande expectativa e necessidade de mudança buscada pelo povo izabelense.
4. A avaliação negativa do governo Marió.
5. Em resumo: TODOS os itens acima confirmam que a estagnação da campanha do watanabe  na verdade deve ser analisada como rejeição a tudo o que ele representa.

domingo, 26 de agosto de 2012

No blog do Mestre Lino

A FORÇA DA PROPAGANDA

Ninguém é tão ingênuo para acreditar que política não se faz com dinheiro e, quanto mais, melhor.
Há cerca de cinco meses atrás, a oposição já tinha um candidato proposto. Quanto à situação, preocupava-se em procurar um nome, conhecido do eleitorado, cuja tarefa não era facil. Após a escolha, não se tinha outra alternativa: mostrar o candidato com o endosso do prefeito, aos izabelenses. Sem sombra de dúvidas fora, a alternativa mais viável (ou a tábua de salvação) o representate do empresariado. Após a escolha o grupo logo fortificou-se, com políticos 'indecisos", estrategistas e analistas de campanha e os "colaboradores eventuais", que já chegam até a "glorificar" candidaturas.
Alegro-me porque tenho certeza, que nem todos os jovens de minha terra, pretendem servir ao seu município. de forma tão lamentável, onde se troca de partido por simples conveniência, onde se juntam hoje àqueles que desrespeitaram e ignoraram o povo e o patrimônio público, onde as administrações que querem nos impor, refletem apenas, o continuismo da miséria do cidadão, que para empregar-se tem que esperar quatro anos, para segurar uma bandeira, "emprego" este, que é ofertado pelo grupo dominante.
-Ainda bem que tem muitos moços, que pensam diferente. 


Opinião: O mestre Lino como sempre imbatível em suas postagens. Consegue analisar de forma clara e direta o que ocorre em nossa republica. 

Pilula de Blogueiro

 
Acredito que foi esta pílula que um certo blogueiro tomou para se apaixonar perdidamente por uma nova camisa politica a ponto de declarar um amor incondicional ao seu candidato.

sábado, 25 de agosto de 2012

Uso e abuso de imagens na campanha política

Na idade média só quem sabia escrever era o clero...nobres e reis, com pouquíssimas exceções, eram todos analfabetos...nessa situação, o uso das imagens (não só os santos como também as pinturas, afrescos, etc.) pela igreja era importante para impor e manter a ideologia medieval, tida como divina, a qual era a tradicional divisão estamental (nobreza, clero e servos).
Na atualidade, a imagem tambem tem papel importantissimo, tanto na educação, na mídia, como em praticamente todos os segmentos sociais, devido ao seu poder de reforçar o que queremos comunicar...a imagem tanto constroi como destroi, dependendo do objetivo de quem a usa.
 
Vivemos na era da imagem, da aparência, da valorização do exterior, ou seja, o conteúdo pode nao prestar, mas o que vale, para muitos, é a aparencia
 
Para isso na idade média os defensores da ideologia dominante usavam todos o arsenal intelectual para criar imagens que mantivessem os analfabetos "educados" e "pensando" no que a classe dominante queria. Isso perdurou por uma longa noite que durou mil anos. A idade das trevas.
 
E, como Bacharel e Licenciado em História, eu vejo muitas semelhanças no uso político destas imagens na nossa atual conjuntura política municipal.
 
Pois vejo se não é uso politico de imagens quando eu vejo:
 
Uma foto do Tony Lisboa, de bermuda e chinelo carregando uma Cesta de Açai no ombro;
 
 
Ou

 
 
O Bruno Marques fez de seu blog um vitral medieval, porém se naquela época os vitrais diziam mostrar o caminho do céu, agora essas imagens visam criar uma imagem trabalhada de que seus candidatos são o puro exemplo da perfeição, de interação com a sociedade, fotos que visam criar a imagem do candidato ideal.
 

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Em quem eu não voto de jeito nenhum.

Eu não voto de jeito nenhum em:

Vereador que quer se reeleger sem merecer .
Vereador que foi gazeteiro durante seu mandato .
Vereador que é mais conhecido por promover festas do que por suas ações parlamentares
Vereador que não tem personalidade política definida.
Vereador que se mantém no poder por assistencialismo.
Vereador playboy da chinelinha.
Vereador subserviente ao gestor municipal.
Vereador que não honra o seu mandato trabalhando dignamente pelo povo.
Vereador que não possui atuação social.
Vereador falso-moralista que faz na vida pública o que faz na privada.
Vereador que é apenas vereador, que se orgulha de ser vereador, que vive pra ser vereador e que mesmo sem cargo ainda vai se intitular EX-vereador.

Por isso que eu apoio a campanha para NAO REELEGER NINGUÉM.

domingo, 19 de agosto de 2012

Prefeito Sustentável.


Mostrando uma visão de futuro atrelada a atitudes no presente o Dr. Gilberto Pessoa, candidato e próximo prefeito de Santa Izabel, pela vontade popular, e sua comitiva assinando carta de intenções no Programa Cidades Sustentáveis.
É um exemplo de que o desenvolvimento que nossa cidade precisa esta sendo planejado visando emprego e renda para nossa população e ao mesmo tendo a preservação do meio ambiente.

Pena que um certo candidato nao foi lá para aprender sobre meio ambiente, sobre desenvolvimento sustentável, de como evitar poluição a rios e ao ar.
Ponto positivo para o Dr. Gilberto Pessoa um candidato que pensa no futuro.

sábado, 18 de agosto de 2012

Dias Melhores


Opinião: Este é o melhor lado da política: a esperança da Renovação, a Renovação da Esperança. O povo tendo esperança, o povo querendo mudança, o povo confiando em seus líderes.

Lembrei do Jota Quest:

"Vivemos esperando
Dias melhores
Dias de paz, dias a mais
Dias que não deixaremos
Para trás
Oh! Oh! Oh! Oh!...
Vivemos esperando
O dia em que
Seremos melhores
(Melhores! Melhores!)
Melhores no amor
Melhores na dor
Melhores em tudo
Oh! Oh! Oh!..."

O homem que imagina ser completamente bom é um idiota - Nietzsche


SE A CONSCIÊNCIA NOS TORNA HUMANOS, a imperfeição também é um traço distintivo de nossa espécie. Passamos mais tempo reparando erros do que construindo coisas de valor.
Assumir essa característica da nossa condição nos ajuda a ser humildes e, o que é mais importante, nos faz tomar consciência de quanto ainda precisamos nos aprimorar. Todo fracasso ou erro nos ensina como fazer melhor.
As pessoas mais inflexíveis e perfeccionistas sofrem as consequências de seus atos imperfeitos. Se algo dá errado, costumam colocar a culpa nos outros e ficam descontrolada quando alguém mostra qualquer falha que possam ter cometido.
Nietzsche nos dá o seguinte conselho: é inútil querermos ser bons o tempo todo e fazer tudo certo – o que importa é estarmos dispostos a fazer um pouco melhor hoje do que fi zemos ontem.
A palavra japonesa wabi-sabi define a arte da imperfeição: no que é incompleto, irregular e antigo existem vida e beleza, pois aí está contido o desejo que a natureza tem de aprimorar a si mesma.


OPINIÃO: Este texto retirado do livro "Nietzche para estressados" me veio a memória quando li algumas patuscadas idiotas-megalomaniacas de um certo graduado em filosofia que se diz filosofo, que se diz um dos sete sábios da modernidade.
Ele esta vivendo um momento histórico onde personifica toda a metamorfose que ele proclamava...ele esta contrariando todos os ensinamentos dados para os seus educandos, e ainda quer buscar uma razão, uma forma de racionalizar sua humana e capitalista contradição. Ele que era um opositor virou situação, traiu sua história, concretizou suas teorias de que o movimento é tudo e tudo é movimento, mesmo o movimento para mover um churrasquinho na brasa.
Não há o que justificar, não há porque justificar-se.
Questiono apenas sua megalomania onde ele se ver  como em um espelho de academia "maior do que realmente é".

Ele é a minha anta...


Ele é a minha anta. Leio seus escritos para combatê-lo, pois mesmos os idiotas ou os defensores das idéias idiotas devem ser combatidos, como combatemos ratos em casa, como combatemos ervas daninhas em nossas plantações...pois são pestes que se alastram.

Ele se faz imbecil para ser combatido.
Escolheu ser um pseudo intelectual para defender a continuidade, para promover a pior forma de fazer politica: a politica do poder financeiro, a politica das carreatas, dos discursos vazios, das bandeiras sendo colocadas sem permissao nas casas das pessoas, a politica da militância paga, da tentativa de fazer um vereador playboy, filhinho de papai um candidato do povo, um político que quer se manter empregado, que nao faz nada na vida a nao ser esperar o salário de vereador.

Ele é minha anta...vou combate-lo para diminuir sua prepotencia, sua arrogancia, sua tentativa de ser um profeta virtual.

Sua falta de personalidade politica, seu lacaismo ao poder constituído.
Nao vou combate-lo para tentar faze-lo mudar de idéia, para conscientiza-lo, pois o considero um caso perdido, um alienado sem correção, ele quer ser assim.
Vou combate-lo...pelo simples gosto de saber que ele não suporta ser provocado.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Juscelino 43.123 - com Juscelino o vereador é você !!!



Esse tem minha confiança !!!!

Campanha Barulhenta e sem conteúdo.


O eleitor izabelense pode escolher: entre uma cidade barulhenta e uma cidade sociável. 

Há um consenso entre cidadãos izabelenses sobre empobrecimento do debate político em nossa cidade. O modelo de fazer campanha eleitoral na base do barulho, muitos fogos, carreatas e apenas no pedido “vote no X”, “vote Y” está falido.

Estes candidatos apresentam algum projeto inovador de gestão pública para resolver os problemas da cidade e melhorar a vida do povo izabelense? Você teve a oportunidade de ler alguma proposta?

Importante considerar que um bom plano de governo deve responder - o que vai fazer, por quê fazer, onde fazer, quem vai fazer, quando fazer, como vai fazer, explicando de onde virão os recursos para realizar o projeto proposto. 
  
Na verdade, o que se percebe é uma campanha eleitoral de uma nota só (barulho ensurdecedor, carreata, gritos, motos com descargas alteradas sem considerar a cidadania e a dignidade do povo izabelense). Se os políticos agem assim durante a campanha eleitoral, sem respeito ao povo izabelense, como agirão depois de eleitos?

E por que agem assim? Seria uma forma de despolitizar uma sociedade? Fazendo muito barulho o povo esquecerá dos problemas da cidade? Há um objetivo de discutir e debater um novo modelo de gestão pública para a cidade de Santa Izabel? Vamos pensar se é realmente  isso que o povo izabelense precisa?

Por outro lado, os Dr. Gilberto e Dr. Cadinho tem feito exatamente oposto disso. Tem andado casa  a casa, olho no olho com os izabelenses, conversando e dialogando sobre os problemas da cidade e do povo izabelense para construir um governo popular e democrático.

Quando se defende uma cidade diferente, para todos, governada pelo povo, o projeto precisa começar já na campanha eleitoral, respeitando as pessoas, respeitando o meio ambiente e principalmente a dignidade humana. Precisa-se unir o discurso à prática.
Mas isso só é possível para os candidatos que vem do povo, que conhecem realmente suas dificuldades, seu dia a dia. Podem com toda sintonia adentrar nas casas das pessoas por que são conhecidos, são de casa.
Para um estrangeiro isso não é tão fácil. É preciso uma comitiva composta de militantes remunerados e um grupo de interesseiros. É preciso fazer barulho e para tanto entra em cena o poder econômico, pois carro-som, bandeira, assalariados, fogos, carreatas (Gasolina), tudo isso tem um custo.
E sabemos muito bem que empresários não jogam para perder. Não gastam a toa. Investem para poder receber depois. E nesse jogada que paga o pato ou o frango é o povo.

Para entender alguns blogueiros...

"Com o tempo uma imprensa cínica e corrupta formará um público tão vil quanto ela" - Joseph Pulitzer

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

No blog do Mestre Lino

" SANTA IZABEL VAI AVANÇAR "



     Há cerca de 12 anos, um grupo de cidadãos de  classe média, tem se desdobrado, conseguindo  levar ao Poder, seus candidatos, onde o forte das campanhas é a força financeira, que atrai e "emprega" um grande número de pessoas, motivando o eleitor pouco atento, através do tal apelo, o que tem garantido a hegemonia desse grupo.
     Tudo começou em 2001, quando elegeram Antonio Simão, onde o grupo reuniu-se e, através de uma propaganda incisiva e com certa artificialidade, chegavam ao Poder. Esta administração, que visivelmente não possuia um norte e alegando pagamento de dívidas passadas, tentou eximir-se de sua ineficaz atuação -escapando inclusive de duas CPIs na época. 
    Após esse vexame, o grupo optou pelo esquecimento e voltava em 2004, apoiando o (até então) apolítico, Marió Kato, que teria sido convidado por partidários do PMDB, chegou ao Noé de Carvalho, após uma estrondosa e dispendiosa campanha,bem como, os auspícios da agremiação partidária que abraçara. Hoje 8 anos depois, justifica sua pálida administração, dizendo-se estar pagando dívidas de 30 anos atrás, e a falta de apoio talvez daqueles que lhe prometeram tanto, nos festivos palanques de então.
    Agora que estamos às vésperas de um novo pleito,  o atual gestor, jutamente com o mesmo grupo e algumas novas "adesões" (até surpreendentes), voltam às ruas com uma campanha, que nos parece a mais atraente e convidativa "jamais vista antes", neste pobre e retrógrado município -passando ao povo, a ideia de "avanço". 
    Como para nós, ("analfas" em ciências políticas) , torna-se incompreensível e, depois  de toda essa parafernália,resta-nos a inquietante pergunta: -O propagado "avanço", conta do Simão, do Marió, ou do atual candidato, pra frente? Ou vamos avançar, porque permanecemos estáticos, todos esses 12 anos?

OPINIÃO: Iremos avançar porque estamos estáticos esses 12 anos? Impagável.

NO Blog do LINO - Mestre Lino

"GRANDES LIDERANÇAS"

      Depois da lista dos "atuais líderes izabelenses", na visão do companheiro Bruno Marques, é que podemos fazer uma avaliação de como chegamos a atual situação:  um dos municípios que menos produz e que menos se desenvolve na Região Metropolitana de Belém e talvez, no nordeste do Estado (vide dados do IBGE).
    Embora respeitando alguns nomes,  com "lideranças" assim , não há necessidade de termos oposição ou concorrentes lá fora.



OPINIÃO:  O Mestre Lino é um dos Blogueiros que mais respeitos por sua posição intelectual e por sua criatividade aliada ao bom humor.
Parabéns mais uma vez, Mestre Lino.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Conversa Franca.

Sempre disse que não dá pra fazer politica sem tomar partido. Sem defender uma cor, uma bandeira, uma camisa, um projeto.
Dentre todos os segmentos que a coligação "união izabelense" defende, a que mais chama minha atenção é a voltada para a capacitação profissional e geração de empregos para os jovens de nossa cidade. Principalmente os mais carentes que nao podem nem sequer pagar um curso profissionalizante, nao possui grana para tirar uma habilitação e até os que tem que parar de estudar para poderem trabalhar.
Conheço em meu bairro e - na cidade como um todo - principalmente nas periferias uma quantidade imensa de jovens que concluem o ensino médio e não dispoe de oportunidades para trabalhar.

No meu bairro mesmo o tráfico emprega mais gente ( com salário diferenciado) que as poucas vagas de empregos legalizados que existem no bairro.

Conversando com um jovem aliciado pelos traficantes ele me disse:
- Professor eu conclui o ensino médio, fiz curso de informática e ninguém me deu emprego de um salário minimo. Aqui (movimento) eu ganho em uma semana o que eu ganharia no mês.
 - Até quando? e o risco vale a pena? - perguntei.
Ele respondeu:
 - Para quem vive na miséria professor, o risco de morrer ou de cadeia dói menos que a fome.


Tem gente que acha que os jovens se tornam criminosos para poderem charlar de tênis e roupa de marca; para desfilar nas festas regradas a pó promovidas por um certo vereador. Isso só é parte do problema. Muitos entram apenas para ganhar o minimo para alimentar-se.
É esse tipo de realidade que os políticos tem a possibilidade de mudar. De fazer diferente. De dar uma oportunidade de profissionalização, de renda, de crescimento, de esperança para esses jovens.

Acredito que os Dr.Gilberto e Dr. Cadinho serão os responsáveis por essa mudança. Trazendo escolas profissionalizantes e emprego para esses jovens.

Quem sabe assim o tráfico perde um funcionário e a vida ganhe mais esperança.

Quem esta com Gilberto 55.

Professora/Pesquisadora Minervina, uma das pessoas mais preocupada e atuantes no que tange a cultura histórica e popular izabelense. Alguém que possui um posicionamento cultural definido e prático a quem eu respeito e admiro bastante. Satisfação em dividir este momento politico com a Sra. Professora Minervina.


Destaque nesta foto para a atuação sempre coesa do prefeito mais popular que nossa Cidade já teve Sr. Alderico Queiroz de Miranda - um político sério, atuante e de um humanismo que serve de exemplo para todos os que escolhem a política como vocação.

Vou destacar nesta foto o meu amigo pessoal e companheiro de longas e produtivas discussoes políticas, hoje militante no PV que esta apoiando o Dr. Gilberto, um candidato sério e com projetos realizaveis para nossa cidade. Parabéns Juscelino Dantas.

Essa Sra. de boina vermelha e oculos escuros sempre foi uma fiel defensora das crianças e adolescentes no Conselho Tutelar Municipal e com atuação social destacada. Candidata a vereadora e uma das principais figuras em nossa campanha. Minha colega de Escola - dos tempos do Guilherme Martires - Helenice.

Lideranças?

Bruno Marques afirma que as maiores lideranças políticas de nossa cidade estão apoiando o Candidado do PMDB, do Marió, da Situação, eu fui cobrado pelos leitores deste blog a me posicionar e por isso - em respeito a eles - vou colocar minha opinião.

Primeiro equivoco do Bruno quando coloca as seguintes lideranças como as principais de Santa Izabel:

Vou começar pelo Prefeito não o considero uma liderança política, nao podemos negar que ele conseguiu votos suficientes para se eleger duas vezes como prefeito, mas isso se deve muito mais a uma série de fatores diversos e não diretamente de sua liderança política, pois se a oito anos era um ilustre desconhecido para a população, agora ele é apenas visto como um prefeito estranho, indiferente para o povo.
Dr. Edilson Abreu - um dos prefeitos menos expressivos que já tivemos em nossa cidade. Sem atuação de destaque, erros administrativos e de planejamento, funcionalismo público abandonado. Como liderança política é fraco. Um bom médico, só isso.
Carlinho Cancela um cidadão bastante popular que já demonstrou forças nas urnas, porém que nao honra os votos que teve no momento que aceita ser vice para ficar obscurecido na campanha, que aceita apenas que seu nome seja usado sem sua atuação direta.

O Sr. Gilson Freitas teve uma ascensao política pré-campanha, dizia-se prefeitável, depois virou vice-prefeitável, e no final nao virou nada. É um simpatizante, apoiador, um partido a mais para compor a chapa. Decepcionou muita gente em sua primeira quase-candidatura.

Essas são as lideranças? Não penso assim.

Lideranças são agregadoras, são influenciadoras, são capazes de criar, de ser exemplo para seus liderados.


No blog do Diego Sousa

terça-feira, 31 de julho de 2012

A eleição do EU


A estratégia Pmdbista é mais que clara, tentam a qualquer custo descolar a imagem do Prefeito Marió Kató de seu candidato Evandro Watanabe, eles sabem o enorme prejuízo que atrelar a imagem do Prefeito ao Evandro pode causar, parece-me que as palavras que ouvi da boca do prefeitável de que "parceiro (Marió) agente (Evandro) não abandona em momentos difíceis" não condizem com a atitude do PMDB, pois o candidato do Prefeito se descola completamente de seu tutor, afim de diminuir as semelhanças e o fato de os dois serem do mesmo partido e defenderem o mesmo projeto.
Material sozinho, caminhadas sem Marió e o Carlinho Cancela sendo sub-aproveitado na campanha, tudo isso nos demonstra o quanto o "projeto" é de um homem só.

Quem tem boca fala o que quer...

Em uma reunião com os candidatos da coligação "União Izabelense" tive a oportunidade de falar sobre o posicionamento que devemos ter nesta campanha.
Uma campanha politica pode ser comparada com uma guerra. Pois, armas em punho todos saem em busca de ganhar território no coração e na mente do eleitor. Claro que mesmo na guerra devem haver regras.
E além de saber posicionar seus recursos, de lutar palmo a palmo, de ter uma boa estratégia, acredito que uma guerra tem como elemento fundamental o Marketing, a informação.
Ganha a guerra quem possui informações. Quem repassa essas informações. Em se tratando de uma campanha política as informações devem chegar ao Eleitor, este deve ser informado, deve comparar, deve avaliar para poder tomar uma descisao realmente baseada em fatos, em uma analise racional.
Tem um certo blogueiro que esta ficando com os dedos cansados de tanto elogiar os feitos de seu prefeitável. Elogia até a maneira como determinado candidato ergue e balança a bandeira; Como a carreata é feita; Como o candidato tira foto, abraça, beija...o cara elogia tudo. De forma aberta e apaixonada.
Tenta criar a imagem - nesta guerra de informação e maquiagem - de um candidato apaixonado pelo povo, pela cidade. Numa intenção aberta de tornar tal candidato alguém mais popular.

Nesta guerra...ele com certeza é o principal correspondente da situação. Até quando eu nao sei.

sábado, 4 de agosto de 2012

Campanha políticalha...


Perguntas para a justiça eleitoral:
a) Esse povo que balança bandeira para os políticos durante praticamente tres meses possuem contrato de trabalho?
b) São contratados como temporários?


Perguntar nao ofende.

Reunião no Bairro Novo.

Na ultima Terça-feira (31/07) realizamos na minha casa, uma reunião de apresentação dos candidatos a vereador, vice-prefeito e prefeito da chapa "União izabelense" encabeçadas pelo Dr. Gilberto e Dr. Cadinho.
Tivemos a presença maciça dos candidatos a vereadores como: Ten. Campos, Hildo da Auto-escola, Jane, Totó, Keko e dos apoiadores da coligação como Deuzanir (Pial) e o destaque foi o sempre querido e popular ex-prefeito Alderico Queiroz de Miranda, umas das figuras mais aplaudidas entre os apoiadores pela população do bairro.

A fala incisiva do Dr. Cadinho, conhecedor profundo das mazelas do nosso bairro, assim como conhecido dos moradores que o recebem sempre com muito carinho em suas casas, independente de ano eleitoral. Foi muito bem recebida, pois foi ao encontro do que o nosso povo vive. Não foi pautada em promessas eleitoreiras, nem em papo furado, foi sim uma apresentação da nossa realidade politica e dos riscos de ocorrer a continuidade deste projeto que hoje que se perpetuar no poder.

O Dr. Gilberto Pessoa, recebido como amigo pelo povo focou sua fala - de poucas palavras, mas com muita verdade - na necessidade de atenção especial para o abastecimento de agua no nosso bairro e para a geração de emprego para os jovens moradores.

O povo gostou muito, aplaudiu e so foi embora depois de abraçar o candidato a prefeito.

Quero ressaltar a fala de duas senhoras:
- Que bom que eles vieram conversar com a gente e não oferecer cesta básica ou tijolo.
E a outra respondeu:
- Politico que tem vergonha na cara respeita os outros.

Confesso que me emocionei.